Curso de Formação em Medicina Antroposófica

ABMA

O Curso de Formação em Medicina Antroposófica, organizado pela Associação Brasileira de Medicina Antroposófica Regional Rio de Janeiro (ABMA-RJ), é um curso de capacitação pedagógica que almeja trabalhar os conceitos que fundamentam a Medicina ampliada pela antroposofia e que servem de alicerce à sua prática.

O objetivo do Curso Básico de Antroposofia como pré-requisito é familiarizar o médico/odontólogo com os conceitos teóricos da Antroposofia, e prover as bases para que ele possa compreender e tratar a doença considerando as suas dimensões corpóreas, anímicas e espirituais.

Na formação para os profissionais médicos uma atenção especial é dada ao estímulo e à prática do caminho de desenvolvimento ético, social e espiritual do profissional. Apresentando a meta constante da Dr. Ita Wegman e de Rudolf Steiner “Renovar a antiga essência dos mistérios e fazê-la fluir para a medicina”; “complementar o que havia na compreensão dos processos da doença e da cura com o que pode fluir de um verdadeiro conhecimento do espírito”; “reconhecendo plenamente os princípios da medicina que trabalha os métodos científicos reconhecidos atualmente, o conteúdo a ser colocado em prática pela Medicina Antroposófica, só deve ser colocado em prática, na arte médica ampliada, por médicos plenamente qualificados no princípios científicos”. GA 27.

O curso visa:


Público Alvo

Alunos Médicos e acadêmicos de medicina, aberto também a odontólogos e acadêmicos de odontologia. (Pré-requisito: Curso Básico de Antroposofia)


Atenção

A Formação de turma em cada área está sujeita ao número mínimo de alunos.


Ambulatórios

1) Ambulatório ABMA-SP e Associação Comunitária Monte Azul

Os alunos do Curso de Formação em Medicina Antroposófica da ABMA-RJ poderão realizar estágio em São Paulo, no Ambulatório da Casa de Rudolf Steiner (ABMA-SP) e no Ambulatório Médico Terapêutico da Associação Comunitária Monte Azul.

Para tal o trâmite de agendamento em SP deverá ser feito através da ABMA-RJ para marcação com a ABMA-SP a fim de contabilizar as horas realizadas.


Objetivos

Alunos médicos, em formação, serão capacitados ao pensar médico dentro da mentalidade da Medicina Ampliada pela Antroposofia; elaborar a fisiologia, a patologia, o diagnóstico, tratamento e pesquisas médicas ampliadas pela Antroposofia.

Desenvolver o caminho interior do médico e atualização na abordagem, a congregação, fortalecendo a comunidade terapêutica dentro da Antroposofia, bem como o e aprofundamento interior através das práticas meditativas de indicação de Steiner.


Metodologia

O curso para profissionais médicos é modular. Em um total de 9 módulos de final de semana e três módulos intensivos (três e quatro dias).

Durante o curso o aluno deverá participar das atividades:

Aulas Teóricas e presenciais: Serão coordenadas pelo docente responsável, coordenando o tema do módulo com atividades complementares:

  • Processo farmacêutico: o tema poderá ser ministrado por um profissional da área de farmácia, química e/ou médico. Colocaremos em evidencia a importância dos processos farmacêuticos da Antroposofia. Entre eles maceração, percolação, digestão, infusão, decocção, destilação, torrefações, carbonização,incineração. Além dos processos calóricos, dinamização, incompatibilidades, medicamentos externos, metais vegetabilizados e minerais e preparados orgânicos.
  • Caso clínico: Será apresentado sobre o ponto de vista da medicina alopática (fisiologia, patologia, diagnóstico, tratamento, etc.) e sobre o ponto de vista da medicina ampliada pela antroposofia.
  • Estudos das plantas medicinais: o tema poderá ser ministrado por um profissional da área de farmácia, química e médico;
  • Vivências químicas com substâncias.

Estágios práticos

Atividades programadas

Estudo independente

Projeto de trabalho de conclusão de curso (TCC),

Preparo de relato de casos.


Conteúdo Programático

Módulos final de semana

1. Polaridades: Sangue e nervo. O impulso sulfúrico e o silícico. Módulo introdutório para o curso de Formação em Medicina Antroposófica, tem como objetivo introduzir a visão geral do funcionamento do organismo humano sob o ponto de vista da Medicina Antroposófica. Como o organismo humano é estruturado a partir do ponto de vista do impulso sulfúrico e silícico. Distribuição espacial da estrutura ternária do ser humano: Vida (SMM), movimento (SR), consciência (SNS).

2. Os Quatro órgãos – I
Descrição dos processos fisiológicos do ponto de vista goetheanistico e também
da ciência espiritual. Tem por meta habilitar o médico a relacionar o órgão com
o comportamento humano. Permite diagnóstico e terapia do ponto de vista
orgânico

3. Os Quatro órgãos – II. Continuação.

4. Ginecologia – a gestação, patologias ginecológicas frequentes

5. Doenças típicas da infância:

a. Infecções;
b. Alergias;
c. Transtornos do desenvolvimento.

6. Oncologia, alergologia: o câncer e o processo auto-imune sob a visão da antroposofia

7. Doenças típicas do idoso:

a. Reumatismo: Discopatias, Insuficiências vasculares, AVC, Parkinson
b. Demências: Vasculares e Alzheimer.
c. O paciente terminal

8. Quadros patológicos específicos: Tiróide – Síndrome metabólica – Diabete –Hipertensão – Transtornos do sono – Dor.

9. Psiquiatria – o desenvolvimento das patologias psiquiátricas sob o ponto de vista da antroposofia. Quadros psiquiátricos da rotina clínica.

Intensivos

1. Os sete metais (A metalidade, suas relações e o desenvolvimento do ser humano) e suas indicações.

2. Processos farmacêuticos em antroposofia

3. Nutrição e enfermidades digestivas – a alimentação, as patologias digestivas sob a luz da antroposofia


Docentes

  • Bernardo Kaliks

    Bernardo Kaliks Litvak

    Formado como médico em Chile em 1967. Residência em Neurologia Clínica. Residência em Medicina Antroposófica na Clínica Ita Wegman na Suíça; Filder Klinik e Friedrich Huseman Klinik na Alemanha. Estágios em oncologia clínica: Lukas Clinik – 1970 – Suíça, Clínica Öschelbron – Alemanha. Curso de formação em medicina antroposófica na Lukas Klinik – 1970 – Suíça. Co-fundador e ex-presidente da Associação Brasileira de Medicina antroposófica. Ex-diretor clínico da Clínica Tobias. Atualmente concentrado em intensa participação em cursos para formação em Medicina antroposófica. Consultório de Clínica Geral na Clínica Tobias.

  • Carmem Lygia

    Carmem Ligia Cucê Nobre

    Graduação em Medicina Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, FMRP -USP; Formação em Medicina Antroposófica pela Associação Brasileira de Médicos Antroposóficos; aperfeiçoamento em Medicina de Família e Medicina Comunitária pela Prefeitura Municipal de São Paulo; Especialização em Pediatria pelo Departamento de Clínica Pediátrica da Fundação Bradesco – Hospital Edmundo Vasconcelos, São Paulo; pós-graduação, nível mestrado, em Educação em Saúde pela Universidade Paulista, UNIP; membro do corpo docente da pós-graduação lato sensu da Universidade de Sorocaba no curso “Antroposofia na Saúde”; consultora em Medicina Escolar na Escola Waldorf São Paulo.

  • Charlotte Kashner

    Charlotte Kaschner

    Arquiteta, Pedagoga Waldorf, Arte Terapeuta (Lacto Sensu), Terapeuta Artística Antroposófica, Especialização Met. Lianne Collot D’Herbois, Cert. European Academy for Anthroposofhic Arts Therapies (EA – EU). Sessão Médica do Goetheanun Dornach/Suíça Cert. Aurora/ABTAA. Docente no curso básico de Medicina Antroposófica e Seminário de Pedagogia Waldorf – RJ. Estágios: WaldorfKindergarten Burscheid e.v.- Alemanha; Rudolf Steiner- Schule Remscheid – Alemanha, Kunsttherapie am Gemeinschaftskrankenhaus Herdecke. Praticou com alunos em extenção e terapeutas a pintura terapêutica, “luz, escuridão e cor”, segundo a metodologia de Lianne Collot D’Herbois – Alemanha. Exposições em aquarelas veladas no Vietnan, NY e Rio de Janeiro. Ocupou o cargo de direção escola Michaellis no RJ. Fundadora da ACESA (Associação Comunitária Ecosocial Sustentável com bases Antroposóficas). Ministra cursos, palestras e workshops, além de prestar atendimentos individuais e para grupos em ateliê particular há 15 anos.

  • Claudio Telles

    Claudio Telles

    Graduação em Medicina pela UFRJ em 1995. Residência Médica em Psiquiatria pelo Instituto Philippe Pinel em 1997, Especialização em Saúde Mental pelo IPUB-UFRJ em 1998. Trabalhou de 1998 a 2006 como médico psiquiatra, supervisor e consultor em diversos serviços da rede municipal de saúde do Rio de Janeiro e na Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Atualmente é médico psiquiatra do Hospital Santa Marta e atende em consultório particular no Rio de Janeiro e em Niterói.

  • Daniela Liu

    Daniella Liu Herzog

    Arquiteta e artista plástica (www.daniellaliuherzog.com.br) com pós-graduação em História de Arte pela FAAP/SP. Formada no Brasil, desde 1983, possui curso de formação na França e experiência profissional em Munique, na Alemanha. Iniciou sua trajetória artística profissional em 1995, na cidade de São Paulo, participando de diversas feiras de arte e exposições coletivas e individuais no exterior e no Brasil. Terapeuta artística antroposófica e aconselhadora biográfica, prestou atendimentos durante 5 anos no ambulatório da Associação Comunitária Monte Azul/SP. Hoje é docente de arte em formações antroposóficas no Rio de Janeiro e em São Paulo. E, atualmente ministra cursos, palestras e workshops na área da arte e do desenvolvimento humano, além de prestar atendimentos individuais e de grupo. Possui consultório particular no Rio de Janeiro e ateliês no Rio e em São Paulo.

  • Derblai

    Derblai Rogério Sebben

    Formado pela Universidade de Santa Catarina em 1984. Residência Médica no Hospital Evangélico de Curitiba em 1987. Estágio na Clínica Tobias a partir de 1991. Médico Antroposófico e Clínico Geral. Médico Escolar. Participante da ABMA-SP em 2011 e 2012.

  • Darlan

    Darlan Schottz Ferreira

    Médico Antroposófico: Clínico geral e médico escolar da escola Michaellis do RJ e duas escolas Waldorfs da rede pública no município de Nova Friburgo – RJ. Pós graduado em Pedagogia Waldorf, Filosofia e Homeopatia.

  • Flavio Milanese

    Flavio Milanese

    Farmacêutico formado pela USP com cursos, estágios e trabalhos conjuntos em instituições antroposóficas da Europa.Fundador e diretor da Sirimim e da Farmantropo.

  • Francisca Cavalcanti

    Francisca Cavalcanti

    Natural do Rio de Janeiro, reside em Florianópolis desde 1983. Fez sua formação pedagógica Waldorf e Escola Desvendar da Voz na Alemanha (1990 a 1993). É Mestre em Música na área de educação musical, Musicoterapeuta e Cantoterapeuta com ampliação musical pela Antroposofia. Com experiência profissional de mais de 30 anos, atuou como professora Walrdorf de classe e música. Atualmente é docente em diversos Workshops e cursos livres de formações terapêuticas e pedagógicas na América do Sul. Docente na Graduação de Naturologia, da Universidade do Sul de Santa Catarina. É coordenadora e docente da Escola Raphael de Canto e Cantoterapia no Brasil. É co-autora do trabalho artístico Lagusta Laguê.

  • Heloisa Oliveira

    Heloisa Oliveira

    Médica pela Universidade Estado do Rio de Janeiro. Residencias médicas em otorrinolaringologia na UERJ e Instituto de Otorrinolaringologia de Minas Gerais. Especialista em Medicina do Trabalho. Curso de Formação em Medicina Antroposófica 2000- 2004. Clinical Foundation Course Kolisko Academy Filderklinik – Alemanha. Aconselhadora Biográfica pela Associação Sagres/Fórum Internacional for Professional Work Biography based on Antroposophy – Goetheanum – Suíça. Membro do Ciclos da Vida Trabalhos Biográficos. Docente de cursos da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica – ABMA. Presidente da ABMA-RJ de 2012-2016. Membro da Diretoria a partir de 2016. Coordenadora dos cursos da ABMA-RJ e representante da Comissão de Ensino RJ. Atende em consultório em Ipanema-Rio de Janeiro

  • Luciana Antonioli

    Luciana Antoniolli

  • Marcos Curi

    Marcos Curi de Castro

    Formação médica e residência em Pediatria e Neonatologia pela Faculdade de Medicina de Sorocaba – PUC/SP. Estágio em Pediatria pela Université Catholique de Lille – França. Médico neonatologista do Hospital Albert Einstein de1990 a2000. Médico chefe da UTI neonatal do Hospital Renascença – Grupo Intermédica a partir de 1999. Especializaçãoem Medicina Antroposóficana Associação Brasileira de Medicina Antroposófica, São Paulo, 2002 (CB 7). Médico responsável pelo ambulatório social e didático da Clínica Tobias no ano de 2009. Médico coordenador do 10º Curso de Formação Médica Antroposófica, 2008. Presidente da ABMA – SP em 2011 e 2012.

  • Marilda Milanese

    Marilda Bonadio Milanese

    Nascida em Vera Cruz – SP, formada em Farmácia e Bioquímica pela FCF-USP. Fez cursos, estágios e trabalhos conjuntos em instituições antroposóficas na Holanda, Alemanha e Suíça. É docente nos cursos de formação em medicina antroposófica, pedagogia Waldorf, biografia humana e terapia artística. Atua desde 1983 na pesquisa, desenvolvimento e formação em Farmácia Antroposófica. É fundadora e presidente da Sirimim Aprimoramento da Arte Farmacêutica e fundadora e diretora da Associação Brasileira de Farmácia Antroposófica.

  • Michael Yaari

    Michael Yaari

    Médico com residência em Medicina de Família e Comunidade pela Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina – Unifesp-EPM, com especialização em Geriatria e Gerontologia também pela Unifesp-EPM e é formado em Medicina Antroposófica pela Associação Brasileira de Medicina Antroposófica-ABMA em São Paulo-SP. É também Terapeuta Comunitário, formado pelo criador desta modalidade terapêutica, Prof. Dr. Adalberto Barreto. Trabalhou na Associação Comunitária Monte Azul e atualmente atende na Casa Aurum (Campinas – SP).

  • Paulo Tavares

    Paulo Sérgio de Miranda Tavares

    médico graduado pela UFPb em 1979. Pós-graduação em Filosofia Existencial pela Católica de Brasília em 2000. Presidente da Associação Médica de Medicina Homeopática em 1982, Minas Gerais. Presidente da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica em 2011, Brasília. Presidente da ABMA Regional Centro Oeste.

    Docente para antroposofia pela ABMA, Coordenador de cursos de formação antroposófica em Brasília e Goiânia. Médico Escolar da Escola Moara em Brasília por quinze anos. Médico assistente da Escola Sandbox em Fortaleza. Presidente do Instituto Tradição para o desenvolvimento humano em 2004, Brasília. Médico com consultório em Brasília e Belo Horizonte há 37 anos. Atuou com Ginecologista e Obstetra até 1988 em B. Horizonte.

  • Rita Rahme

    Rita Rahme

    Médica pela UFJF. Título de especialista em Pediatria pela Associação Médica Brasileira, Pós graduação em Terapia familiar e de casais pela PUC-SP, docente convidada do curso de Terapia Familiar do PROTEF/UNIFESP, pós graduação em Homeopatia pela Associação Paulista de Homeopatia. Sócia fundadora e presidente da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica no biênio 2010-2011. Atualmente trabalha com pesquisa em dificuldades de aprendizagem no NANI (Núcleo de Neuropsicologia Infantil ) do CPN (UNIFESP) e em clínica privada em São Paulo.

  • Romulo Mello

    Rômulo de Mello Silva

    Formado em medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora, em 1980, teve seu primeiro contato com Antroposofia, aos 21 anos, em 1978. Docente do Curso de Formação em Medicina Antroposófica da ABMA (Associação Brasileira de Medicina Antroposófica, desde 1996. Trabalha no Ambulatório Dedico Popular da ABMA desde 1998.

  • Rui Aragao

    Rui Aragão

    Músico e professor formado pela UNIRIO. Formou-se no Antropomúsica, com Marcelo Petraglia (2011/2013), se especializando em Cantoterapia pelo método do Desvendar da Voz, com Thomas Adam, na Associação Sagres, em Florianópolis (2012/2016). Atua na área pedagógica desde 2010, enquanto professor de música, em escolas e iniciativas ligadas à pedagogia Waldorf e à Antroposofia. Realiza também oficinas e workshops de canto em grupo, como nos projetos Cantando Fora do Box, CoralSão e Canta Teresa.

  • Samir Rahme

    Samir Wady Rahme

    Natural de Juiz de Fora / MG (1957). Médico formado pela Universidade Federal de Juiz de Fora – MG (1981). Estágio em Medicina Antroposófica na Lukas Klinik – Suíça e Oeschelbron Klinik Alemanha. Presidente da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica por 3 mandatos entre 1991 e 1998. Formado em Composição e Regência pela UNESP – 2002. Maestro e fundador da Orquestra do Limiar que desde 2003 atua no projeto Música nos Hospitais. Consultor Médico da Weleda do Brasil desde 2009.

  • Sheila Grande

    Sheila Pessoa Grande

  • Wesley Aragao

    Wesley Aragão de Moraes

    Médico, graduado pela UFJF, 1982. Mestrado em ciência da religião, pela UFJF, 1997. Doutorado em antropologia, pelo Museu Nacional, UFRJ, 2004. Etnobotânico e pesquisador docente de cursos de antroposofia e medicina há 30 anos. Escritor com dois livros publicados e textos sobre temas diversos artista plástico.

  • Turmas

    Requisitos

    Participação

    Alunos médicos devem ter participado do primeiro ano, Curso de Antroposofia para Profissionais da Área da Saúde.


    Certificação

    Para obter o Certificado de Formação em Medicina Antroposófica, após os dois anos de cursos o aluno deve demonstrar:

    • Frequência: 75% de participação em cada módulo de final de semana nas fases 1 e 2, e 100% de participação nos intensivos das fases 1 e 2.
    • Estágios práticos: mínimo de 200 horas, sendo que 50 horas precisarão obrigatoriamente ser cumpridas em atividade ambulatorial – atendimento clínico em ambulatórios administrados pelas ABMA-regionais ou em acompanhamento de atendimento clínico efetuado por colegas médicos antroposóficos em suas clínicas privadas. As 200 horas restantes poderão também ser cumpridas em atividade ambulatorial e/ou participação em grupos de estudos para casos clínicos, discussão de medicações ou outras terapias antroposóficas, reconhecidos pela CE-regional, e/ou de participação em eventos de MA promovidos pela ABMA-nacional ou ABMA-regionais, tais como cursos, simpósios ou congressos. As atividades ambulatoriais e em grupos de estudo deverão ser supervisionadas por médicos antroposóficos certificados. Em relação às atividades ambulatoriais solicita-se ainda o registro de frequência em folha assinada pelo supervisor que deverá ser devidamente arquivada nas ABMA-regionais.
    • Atividades programadas: estudo independente
    • Relato de três casos clínicos (totalizando máximo de 10 páginas).
    • Projeto de trabalho de conclusão de curso (TCC): Um ou até três trabalhos devem ser escritos e não devem exceder 15 páginas no total. O tópico está relacionado à Medicina Antroposófica e à atual formação médica antroposófica do formando.
    • Avaliação final

    Local

    Módulos final de semana:
    Cenáculo - Rua Pereira da Silva 135 - Laranjeiras
    Rio de Janeiro – RJ , CEP 22221-140, Brasil